Produtores rurais, do município, concluem curso de construção de tanques de ferrocimento para piscicultura

250

Curso atrai grandes pequenos e grandes produtores que, em aulas práticas, construíram tanque capaz de se produzir duas toneladas de tilápias

Por Kleber Luiz

Doze produtores rurais e potenciais interessados na produção de peixes concluíram, na quarta-feira (24),  o curso de Construção de Tanques de Ferrocimento para Piscicultura. As aulas foram ministradas no Empório Santa Fé, Lagoinha, na Região do Corumbá IV. Durante os oito dias de aulas teóricas e práticas, os participantes construíram um tanque com capacidade de 55 mil litros de água, capaz de produzir duas toneladas de tilápia, em um intervalo, entre seis e sete meses.

Participantes do curso de tanque de ferrocimento. Foto: Arquivo Sedap-SAD

O curso, fruto de parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pesca (Sedap), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-DF) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Distrito Federal (Fape-DF), teve por objetivo, fomentar a construção de novos empreendimentos de piscicultura, além de formar mão-de-obra qualificada para a confecção dos tanques.

O secretário da Sedap, Eduardo Schulter, explicou que o tanque, com capacidade de 55 mil litros de água, pode ser utilizado para produção de duas toneladas de peixe da espécie tilápia, em um intervalo entre seis e sete meses.

Porém, de acordo com Schulter, “o tanque construído em Lagoinha, será utilizado na produção de lambaris, para serem revendidos pelo proprietário, posteriormente, à pescadores da região do Corumbá IV, como isca viva”, explicou.

Novos cursos

Ainda de acordo com o secretário, o curso de Construção de Tanques de Ferrocimento para Piscicultura faz parte de uma agenda de outras ações e cursos a serem promovidas pela Sedap. “O curso faz parte da programação da SEDAP para desenvolvimento da cadeia produtiva da piscicultura no município. Outras ações como cursos técnicos, dias de campo, seminários e legislações de fomento fazem parte do planejamento da secretaria.”.

Investimento

Schulter observou ainda que o curso chamou atenção de grandes produtores da região, que atuam em outros segmentos, mas pretendem aderir também a piscicultura. “Um dos participantes do curso do tanque de ferrocimento é o maior produtor de frango, eucalipto, gado, do município que agora está começando a investir na piscicultura.”, disse ao lembrar que “a piscicultura é um investimento com retorno garantido para empreendedores da região Centro-Oeste.”, concluiu.

Confira mais imagens no Flickr

Produtores rurais, do município, concluem curso de construção de tanques de ferrocimento para piscicultura