Igrejinha de Santo Antônio do Descoberto

Conta nos registros do livro de tombo de Goiás Velho, que a então Igrejinha de Santo Antônio foi concluída em 1770, por ordem do capitão português José Pereira de Lisboa.

Segundo os registros, a construção teve, após um grupo de escravos, que voltava de uma mineração malsucedida decidiu descansar de baixo de um pé de angico.  Um deles avistou uma pequena imagem de Santo Antônio de Pádua, de aproximadamente, 60 centímetros, incrustada num tronco da árvore.

Na ocasião, os escravos a retiraram e levaram aos seus senhores, na expectativa de não sofrerem o castigo rotineiro. A iniciativa deu resultado pois os senhores ficaram felizes, se esqueceram de aplicar o castigo e, declararam dia de festa.

De acordo com registros dos documentos: “Julgado das ditas minas, 1748” e o livro de tombo do registro de Goiás velho, da igreja católica (1756), entre os anos de 1722 e 1748, os senhores de escravos mandaram construir uma capelinha ao lado do pé de angico. Dentro dela, foi erguido altar para entronizar a imagem venerada. No entanto, essa primeira imagem de Santo Antônio foi levada para Portugal.

Em 1770, teve a ampliação da capela que ganhou mais dois altares laterais e recebeu o título de Igreja, atualmente, conhecida por igrejinha histórica de Santo Antônio. Ao redor da igrejinha, se constituiu o arraiá, o distrito e, finalmente, a cidade de Santo Antônio do Descoberto-GO. O famoso santo foi elevado a patrono e protetor do município.

Igrejinha de Santo Antônio do Descoberto – Foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press

De acordo com os registros, desde a primeira festa, em 1770, o evento passou a ocorrer continuamente, dedicada a Santo Antônio. Um momento marcante na vida da população descobertense.

A festa tem duração de 13 dias novenas, missas, barracas, parque de diversões, giro de folias, procissões, mastro do santo e fogueira, merecendo destaque o pãozinho de Santo Antônio que é distribuído em centenas todas as noites após as missas. De acordo com o Santuário Santo Antônio do Descoberto, o evento na Igrejinha recebe cerca de 150 mil pessoas de diversos estados brasileiros.