Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Descoberto paga retroativo de gratificações dos professores

505

Com cerca de R$ 1,5 milhão a menos, equipe econômica prevê ajustes para manter município em funcionamento

Por Kleber Luiz

A Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Descoberto pagou, nesta segunda-feira (8), o retroativo das gratificações dos professores, referentes aos descontos efetuados nos meses de abril e maio desse ano. O pagamento atende a decisão judicial, de 17 de setembro, totaliza R$ 1.493.399,94, pagos com recursos provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), equivalente a R$ 1.488.926,66, do Fundo Nacional de Educação (FNE), no valor de R$ 4.473,28, o que deve forçar município a adotar medidas de contenções.

Embora estivesse em fase de negociação com a categoria, por intermédio do Sindicato dos Professores, Servidores e Empregados da Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Descoberto Goiás (SINDSAD), em 16 de agosto, com a determinação de pagamento, por parte da Justiça, o prefeito do município, Adolpho Von Lohrmann cumpriu a decisão.

Desfalque

O prefeito, no entanto, lembra que a retirada, de uma única vez, de cerca de R$ 1,5 milhão, desfalca e deve impactar a gestão pública do município. “Essa decisão da Justiça, ocorre em um mês em que temos uma redução drástica de repasses do Fundo de Participação dos Municípios, que é setembro. Como decisão judicial, a gente cumpre e não discute, infelizmente, temos que fazer ajustes e tentar reduzir os gastos  o máximo possível.”, disse Adolpho Von Lohrmann.

De acordo com o prefeito, redistribuição de servidores e, até mesmo exonerações para reduzir o quadro de servidores, podem impactar na prestação de alguns serviços à população. Também de acordo com Adolpho Von Lohrmann, existe a possibilidade de ter que se parcelar salários ao longo dos próximos meses.

“Nós reduzimos carga horária em serviços não essenciais e teremos que ‘cortar na carne’ para manter o município funcionando, com o desfalque desse R$ 1, 5 milhão, das gratificações que nós utilizamos para pagar os próprios servidores da Educação. Agora é um desfalque que por mais ajustes que façamos, pode resultar, inclusive, no parcelamento de salários nos próximos meses.”, concluiu o prefeito.